Documento sem título
Sexta, 10 Novembro 2017 09:29

Governo anuncia investimento de R$ 130 bilhões em projetos

Foto: Divulgação
Governo anuncia investimento de R$ 130 bilhões em projetos

 

O governo federal lançou na tarde desta quinta-feira o Projeto Avançar que pretende investir R$ 130,97 bilhões em obras que estavam em andamento ou mesmo paradas. O objetivo é, segundo o governo, fazer com que esses recursos sejam destinados a 7.439 projetos que devem ser concluídos até o final de 2018.

As áreas contempladas são mobilidade urbana, energia, infraestrutura, habitação, além de saneamento e petróleo e gás. Entre as obras previstas para Minas está a retomada da duplicação da BR-381.

O programa junta obras de outros programas e tem o objetivo de tentar "virar a página", após o intenso desgaste do governo com a análise na Câmara das duas denúncias contra Michel Temer, feitas pela Procuradoria-Geral da República.

O setor de petróleo e gás é o que vai receber o maior montante, R$ 45,16 bilhões, seguido de infraestrutura (R$ 24,12 bi), habitação (R$ 15,91 bi), geração de energia e política social, ambos com R$ 9 bilhões. Com pouco menos está a defesa (R$ 8.9 bi), saneamento (R$ 7,39 bi), mobilidade urbana (R$ 6,61 bi), transmissão de energia elétrica (3,97 bi) e universalização do acesso à energia elétrica (R$ 730 milhões).

Em sua fala, Temer disse que o programa pretende criar uma “marca de interlocução”. Ele afirmou que gostaria de gastar “muito”, mas o governo optou pelo conceito da responsabilidade fiscal observando o teto de gastos.

Ele lembrou que a medida de estabelecer limite para os gastos governamentais por 20 anos é “impopular”, mas propiciará que sejam observados.

“O primeiro fato que pensamos é que o Governo deveria ter algumas marcas, não apenas obras, mas marcas de interlocução. Por isso, a primeira palavra que trabalhamos foi diálogo”, afirmou o presidente.

Os recursos virão de três fonte: R$ 42,1 bilhões. do Orçamento Geral da União; R$ 29,9 bilhões, da Caixa Econômica Federal, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e R$ 58,9 bilhões, de empresas estatais do setor de energia, em especial a Petrobras.

O programa prevê a conclusão de obras de saneamento, creches, unidades básicas de saúde, recuperação de pistas de aeroportos e duplicação de rodovias, entre outroa iniciativas.

O Nordeste terá o maior número de obras finalizadas. Serão 3.186, com investimentos de R$ 19 bilhões. Em seguida, vem o Sudeste, com 1.931 obras, totalizando R$ 52,51 bilhões.

O secretário-geral da Presidência da República, ministro Moreira Franco, destacou que serão concluídas pelo programa obras inacabadas, algumas paralisadas há anos, o que demonstra a retomada do investimento público no país.

“Com o Programa Avançar, vamos retomar os investimentos públicos. Lamentavelmente, para tirar o país do vermelho e fazer todas essas reformas para garantir o equilibro fiscal do país, eles [os investimentos] tiveram que ser contidos. Agora estamos retomando”, afirmou Moreira.

Fonte: Agência Brasil
TOP