Documento sem título

Conheça a ABTC

Informação é a melhor ferramenta

O transporte de cargas no Brasil vem enfrentando há tempos uma série de dificuldades, por causa basicamente da retração da economia, que teve seu pior momento depois do Plano Real e na alta competitividade exigida pelo mercado globalizado.

Nossa atividade continua com muitos problemas, como a defasagem no preço dos fretes; as altas taxas de pedágios nas rodovias privatizadas; a falta de crédito específico; e, o mais grave, o aumento estrondoso do número de roubos de carga.

As entidades que representam nossa categoria têm feito o que podem. Mas havia um espaço a ser ocupado por uma organização que centrasse sua atuação na defesa política dos legítimos interesses do setor e que ficasse sediada em Brasília, próxima aos órgãos onde são tomadas as decisões que afetam não só a atividade transportadora, mas a vida das empresas em geral.

Assim nasceu a Associação Brasileira de Logística e Transporte de Carga (ABTC), embasada na consciência de que, no momento atual, as grandes questões do Estado e da iniciativa privada convergem para um modelo de decisões coordenadas, compartilhadas e integradas. E imaginamos que somente uma entidade leve, moderna, afinada com os novos conceitos e de forte atuação política conseguirá alcançar o futuro desejado para o setor de Transporte.

Nossa página na internet espelha exatamente a forma moderna e dinâmica do trabalho da ABTC, com informações e serviços de interesse dos transportadores de carga de todos os modais.

Nossos serviços têm como objetivo a atender às necessidades dos nossos associados para que estejam sintonizados com as tendências dos mercados nacional e internacional; acompanhem as proposições legislativas referentes ao nosso segmento, em tramitação no Congresso Nacional; e tenham ciência imediata das decisões do Executivo que interfiram na nossa atividade.

Enfim, é preciso informar o transportador de cargas para que ele possa tomar as decisões acertadas na condução do seu negócio.

Essa forma de atuação da ABTC certamente nos transportará para um horizonte de melhores expectativas, que nos dará a certeza de estarmos no caminho certo para construirmos junto o país que todos desejamos que só se tornará possível por intermédio de uma entidade cujo suporte de ação encontre sustentação em dois princípios fundamentais: a liberdade e a igualdade de seus elementos constituintes, porque o Brasil é uno e não admite exclusões.

NEWTON GIBSON
Fundador da ABTC

1- Assembléia Geral:

Órgão deliberativo, de definição normativa superior, constituído por todos associados, representados por delegados representantes, de cada um dos estados brasileiros, em número de dois - um titular e um suplente - com direito a um único voto.

 

2- Diretoria:

Órgão de direção superior, cujos membros são eleitos pela Assembléia Geral, com mandato por cinco anos. A diretoria tem a seguinte composição: Presidente, Vice-Presidente, Vice-Presidentes Institucionais e Diretores.

 

3- Conselho Fiscal:

Órgão de fiscalização da gestão financeira e patrimonial, constituído por quatro membros efetivos e respectivos suplentes, mediante indicação dos diretores, todos eleitos e empossados juntamente com a Diretoria, com mandato por cinco anos.

Criada em 16 de março de 2000, a Associação Brasileira de Logística e Transporte de Carga – ABTC é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que tem como missão defender os legítimos interesses do segmento de logística e transporte de cargas, em todos os seus modais, visando o aperfeiçoamento e o crescimento destas atividades, tornando-as instrumentos de sustentação da economia do País.

A entidade, que tem sede em Brasília e atuação em todo o território nacional, congrega empresas de transporte de cargas e entidades de classe representativas deste segmento. Seu presidente é o empresário Pedro José de Oliveira Lopes.

Conquistas – ABTC coleciona conquistas em prol do transportador:

- A instalação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito, que investigou o crescente número de roubos de cargas no País;

- A participação em debates sobre diversos projetos de lei que afetam o setor de transporte;

- Participação em reuniões do Ministério dos Transportes, ANTT, Congresso Nacional e vários órgãos ligados ao setor;

- Realização anual do Congresso Nacional Intermodal dos Transportadores de Cargas da ABTC e da Feira Automotiva, que reúne representantes de todos os modais, técnicos, lideranças e autoridades de todo o País;

- A luta pelo disciplinamento do setor, por meio de projeto de lei que ora tramita no Senado Federal;

- A luta pela federalização do crime de roubo de cargas, já aprovada em lei e sancionada pelo Presidente da República;

- Regulamentação do transporte de cargas, favorecendo investimentos no setor e evitando a concorrência predatória

 

As principais metas da ABTC são:

- Acompanhar politicamente a tramitação das proposições legislativas ligadas ao setor bem como as Resoluções Normativas expedidas pelo Conselho Nacional de Trânsito;

- Assistir ao transportador de carga de todos os modais por meio da prestação de serviços fornecendo informações do interesse da categoria;

- Expressar os legítimos interesses dos transportadores de carga de todo o país na esfera federal, perante os órgãos de administração pública e no Congresso Nacional, instalados em Brasília, mesmo local de sede da entidade;

- Defender junto ao Governo Federal o aperfeiçoamento das operações de logística e transporte de cargas, com vistas à adoção de políticas públicas que promovam a qualidade e a produtividade do setor e que contribuam para o fomento da prática da multimodalidade, para a preservação do meio ambiente, para a conservação de energia, para a segurança no trânsito e para a defesa dos direitos do consumidor. Enfim, para reduzir o Custo Brasil;

- Promover uma luta sistemática, na busca de dar a visibilidade e a importância que o setor de logística e transporte tem para o desenvolvimento do país;

- Promover reuniões técnicas, congressos e seminários em estreita articulação com universidades e entidades ligadas ao setor no país ou fora dele;

- Promover quaisquer atividades de capacitação profissional em benefício de seus associados;

- Articular-se permanentemente com as entidades públicas do país, na busca de recursos estáveis e permanentes, que possibilitem restaurar e manter a infraestrutura de transporte, redefinindo a divisão de trabalhos entre as entidades públicas e a iniciativa privada;

- Promover reuniões ordinárias regionais no país, descentralizadas, de forma a estimular a participação de todos, de maneira igualitária;

- Exercitar uma luta sem tréguas, no sentido de promover a restauração da malha de transporte do país;

- Zelar pela imagem pública do transporte de cargas, preservando-a e projetando-a pelos meios mais adequados;

- Atuar em segmentos críticos, visando sensibilizar as autoridades governamentais para os impactos negativos produzidos na economia, derivados de uma frota de transporte envelhecida e sucateada;

- Apoiar o Sistema CNT, identificando e sugerindo iniciativas de interesse do transporte de cargas.

Presidente

Pedro José de Oliveira Lopes

 

Vice-Presidente

Newton Gibson Júnior

 

Diretor Institucional

Alfredo da Silva Peres

 

Diretor de Logística

Fernando Cesar de Moraes Correa

 

Diretoria

Antônio Jacarandá Gaspar de Oliveira
Antônio Pereira de Siqueira
Armando de Oliveira e Silva
José da Fonseca Lopes
Luiz Anselmo Trombini
Manoel Souza Lima Júnior
Paulo Afonso Rodrigues da Silva
Paulo Vicente Caleffi
Pedro José de Oliveira Lopes
Irani Bertolini

 

Conselho Fiscal

Clóvis Nogueira Bezerra
José Arlan Silva Rodrigues

Criada em 16 de março do ano de 2000, a Associação Brasileira de Logística e Transporte de Carga – ABTC é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que tem como missão defender os legítimos interesses do segmento de logística e transporte de cargas, em todos os seus modais, visando o aperfeiçoamento e o crescimento desta atividade, tornando-a um instrumento de sustentação da economia do país.

A ABTC, que tem foro em Brasília e atuação em todo o território nacional, congrega empresas de transporte de cargas e entidades de classe representativas deste segmento.

TOP